Idade de Homem Michel Leiris

ISBN:

Published:

Paperback

222 pages


Description

Idade de Homem  by  Michel Leiris

Idade de Homem by Michel Leiris
| Paperback | PDF, EPUB, FB2, DjVu, talking book, mp3, RTF | 222 pages | ISBN: | 9.70 Mb

«Se nos ativermos à fronteira traçada pela legislação francesa na vida de cada um daqueles que estão sob a sua alçada - norma a que pelo seu nascimento foi submetido - foi em 1922 que o autor de Idade de Homem atingiu essa viragem da vida que lheMore«Se nos ativermos à fronteira traçada pela legislação francesa na vida de cada um daqueles que estão sob a sua alçada - norma a que pelo seu nascimento foi submetido - foi em 1922 que o autor de Idade de Homem atingiu essa viragem da vida que lhe inspirou o título do seu livro. Em 1922: quatro anos depois da guerra, que atravessara, como tantos outros rapazes da sua geração, quase não vendo nela senão imas longas férias, segundo a expressão de um deles.Desde 1922, poucas ilusões tinha sobre a realidade do laço que, toericamente, deveria unir à maturidade legal, uma maturidade efectiva.

Em 1935, quando deu por concluído o seu livro, julgou sem dúvida que a sua existência já tinha passado pelas experiências suficientes para que se pudesse finalmente gabar de ter atingido a idade viril. No nosso ano de 39, em que os jovens do pós-guerra veêm decididamente oscilar aquele edifício de facilidade, no qual se desesperavam, esforçando-se por lá meter, ao mesmo tempo um autêntico fervor e uma tão terrível dignidade, o autor confessa sem disfarce que a sua verdadeira Idade de Homem lhe fica ainda por escrever, quando tiver sofrido, de uma forma ou de outra, a mesma amarga prova que os mais velhos que ele enfrentaram.Por pouco aprofundamento que lhe pareça, hoje, o título do seu livro, o autor julgou bom mantê-lo, achando que, no fim de contas, ele não desmente o seu propósito: a procura de uma plenitude vital, que não poderia ser obtida antes de uma catharsis, de uma liquidação, da qual a actividade liter+aria - e particularmente a literatura dita confessional - aparece como um dos mais cómodos instrumentos.Entre tantos romances autobiográficos, diários íntimos, mem órias e confissões, que encontram desde há alguns anos uma voga tão extraordinária (como se, da obra literária, se negligenciasse o que é criação, para só ser encarada sob o ponto de vista da expressão, e como se se procurasse, mais do que o objecto fabricado, o homem que por detrás se esconde, sem que o autor queira orgulhar-se de outra coisa senão de ter tentado falar de si mesmo com o máximo de lucidez e de sinceridade.Atormentava-o um problema, que lhe dava má consciência e o impedia de escrever: o que se passa no domínio da escrita não será destituído de valor se se mantiver puramente estético, anódino, desprovido de sanção, se, no acto de escrever uma obra, não houver nada que seja o equivalente (e aqui intervém uma das imagens mais caras ao autor) do que são para o toureiro os cornos acerados do touro, a única coisa que - por causa da ameaça material que contêm - confere uma realidade humana à sua arte, e a impede de ser apenas a graça fútil de uma bailarina?Pôr a nú certas obsessões de ordem sentimental ou sexual, confessar publicamente certas deficiências ou cobardias que mais o envergonham, tal foi para o autor o meio - sem dúvida grosseiro, mas que ele entrega a outros esperando vê-lo corrigido - de introduzir a sombra só que fosse de uns cornos de touro numa obra literária.»Nota de Michel Leiris para a imprensa sobre a edição de Idade de Homem, em 1939,na véspera daquele disparate de guerra.

(in Da Literatura considerada como Tauromaquia, introdução a Idade de Homem).



Enter the sum





Related Archive Books

  1. 24.11.2011Bald Ambition
  2. 09.08.2012Spain ... Quick


Related Books


Comments

Comments for "Idade de Homem":


martasolinska.bookwille1000.club

©2008-2015 | DMCA | Contact us